sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

O blog está crescendo

O Sua Vida Acadêmica existe desde 2015 com o compromisso de ajudar você nos estudos e na escrita, especialmente na escrita acadêmica.
O título do blog, desde sua criação, é "Sua Vida Acadêmica, por Juliana Prata". Mas, estamos crescendo, e nesta semana convidei três colaboradores para contribuir com essa página.

Amanhã, 20/01, publicaremos o texto do primeiro colaborador, Vinicius Monção. Pedagogo, mestre em Educação e doutorando em Educação. Uma pessoa linda, currículo lindo e um passaporte mais lindo ainda. Vinicius viaja pelo mundo, trabalha, tem família, estuda muito e é um artista. Ele equilibra tudo isso com muita criatividade e é sobre isso que ele vai falar. Ah, esqueci de contar que ele terminou a tese com UM ANO de antecedência. Isso mesmo. É muita disciplina! 

Então, aguardem!

Um beijo,
Ju.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Escrever é uma arte

Oi, gente!

Escrever é uma arte. Super concordo. E como toda arte, pode ser aprendida. A prática é o segredo.
Minha dica de hoje é o desafio das 750 palavras por dia. 
Parece muito, mas não é. 
Para o desafio da escrita (#desafiodaescrita), essa é minha técnica fundamental para evitar a procrastinação e aumentar minha motivação para escrever.
Ah, tem um site que você pode acompanhar o desenvolvimento do projeto é 750words.com

Beijos,
Ju.

Desafio do Artigo


Você já ouviu falar no Desafio do Artigo? Não? Lancei ontem nas Redes Sociais o novo projeto "Desafio do Artigo". É uma proposta de escrita de artigo em 10 dias.

Tive um resumo aprovado num congresso e devo entregar a versão completa do artigo até dia 31/01. Com essa demanda e com meu blog em mente - sempre, né?- pensei em um desafio que pudesse engajar meus queridos leitores.

Muita gente me pergunta por onde pode começar e como desenvolver uma rotina de escrita para produzir "aquele" artigo que está emperrado há meses. Foi então uma chance de unir o "útil ao agradável".

A dica de ontem foi de planejar a escrita de seu artigo acadêmico a partir de Mapas Mentais.
Se você quer saber mais sobre essa rotina de 10 dias, me siga nas Redes Sociais.

Se você se inspirou e quer aproveitar para escrever seu artigo também, escreva, tire uma foto e publique em uma Rede Social com a #desafiodaescrita

Facebook: Sua Vida Acadêmica
Instagram: @suavidaacademica

Um beijo e gratidão,
Ju.

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Leia mais rápido!

Tempo de leitura 2'05'' 

Muita gente me pergunta sobre dicas para acelerar a leitura de artigos acadêmicos e livros de diferentes gêneros. Eu já comentei que eu fiz um curso de leitura dinâmica na pré-adolescência? Então, nem dá pra explicar o que eu fazia naquela turma. Era uma loucura e meu professor era um super nerd com a cara do professor Ludovico, da Disney.

Existem muitos mitos sobre a leitura dinâmica e o principal deles é que ler rápido faz com que você não entenda o que leu. Eu posso afirmar por conhecimento de causa que não é assim que funciona. Quanto mais rápido você lê, mais ritmo você imprime ao seu sistema de compreensão e aprendizagem. Do contrário, quanto mais devagar você lê, na intenção de prestar mais atenção, mais você vai acostumar seus sistemas cognitivos a um ritmo mais lento. Então, leia rápido. É realmente melhor.

Ler mais rápido é possível. Porém, há limites. Muitos cursos pela internet prometem milagres. Algo como download do livro direto na mente. Isso não tem não. Mas há como, respeitando seu ritmo e compreensão, ir acelerando o volume de informações processado durante uma leitura.

Outra questão importante de ser dita é o tipo de leitura que se tem como demanda. Já li livros de ficção de 400 páginas em uma tarde e textos acadêmicos de Hegel de 30 páginas nas mesmas 4 horas. Relativizar é importante quando se trata de leitura acelerada.

                                                    Fonte: Google

O escritor Tony Buzan, a quem este blog deveria ser dedicado, escreveu um livro sobre o tema. Ele sentia que o ritmo de sua leitura era muito lento, em busca de superação, descobriu que era possível ler mais rápido estudando a física dos olhos e a maneira como o cérebro processa informações, em pouco tempo ele conseguiu dobrar sua velocidade de leitura, depois disso ele desenvolveu um potencial que o permitiu ler mais de 2 mil livros ao longo da vida. Pensa só... uau! Eu leio uns 40 por ano, excetuando 2016, que foram 70. É, talvez eu chegue a esse número um dia. Buzan diz ainda que:

“Quem pratica leitura dinâmica compreende melhor o texto, alcança maiores níveis de concentração e tem tempo para revisar áreas de especial interesse e relevância.”

Um das técnicas ensinadas por Buzan e que uso muito é a Técnica de Varredura. Ela consiste em você passar os olhos diagonalmente pela página que você vai ler. É coisa de um segundo mesmo. Pesquisas apontam que esse procedimento realiza um tipo de registro duplo da informação. É como se você já tivesse, de alguma forma, lido a página que passou os olhos e, quando a lê realmente, seu cérebro tem uma compreensão maior porque entende que é uma releitura e não uma leitura inicial.

Outra dica que me ajuda muito a melhorar meu tempo de leitura é cronometrar meu tempo médio de leitura de página. Pego uma página de complexidade média e marco quanto tempo eu levo para lê-la por completo. Esse exercício me ajuda a planejar tempo de calendário para estudos para alguma prova ou mesmo só para saber. Com meus alunos, apenas o fato de marcarem seu tempo, faz com que se sintam obrigados e ler ao menos um pouco mais rápido e “quebrarem” seus recordes. Vale tentar.

Eu também uso metas de leitura. De livros mais simples, umas 50 páginas por dia é tranquilo de se alcançar. Para livros mais difíceis, eu tiro a média de tempo disponível e vejo quanto é possível. Mas, só de criar essa intenção de metas, já ajuda muito em direção aos seus propósitos. Ah, usar post-its de metas também é muito legal. Você está na página 50 hoje e já cola o post-it na página 100, que seria a meta de amanhã.

A última dica é aproveitar as janelas de tempo durante o dia. São muitas, não duvide. Por isso, sempre tenha um livro, artigo ou partes deles com você. O pessoal dos concursos públicos costuma até destacar as páginas e encaderná-las por capítulos ou seções. Sinceramente, ainda trato livros como entes queridos, e essa ideia me apavora, mas existe. Saiba disso.
O ato de ler é realmente fundamental para nossa vida social, parafraseando o querido patrono da educação brasileira, Paulo Freire. Falar sobre leitura e livros num país onde menos de 50% já leu partes de um livro (não estamos nem falando de um livro inteiro), ainda é um privilégio, infelizmente. Falar de escrita acadêmica então... para poucos. Uma pena. Mas, vamos fazendo nossa parte na construção de uma sociedade mais equânime e que todos tenham direito a ler e escrever, seja rápido ou mesmo devagar.

E você, gosta de ler? Deixa um comentário sobre suas ideias de leitura.
Com amor,
Ju

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Desafio do Artigo

Feliz 2018!
Muitos planos para o novo ano? Eu sim! Minha palavra do ano é HARMONIA. No corpo, na mente, na família e na vida acadêmica, claro.
Eu tenho um prazo até 30 de janeiro para entregar um artigo científico que vai para os Anais de um congresso internacional realizado em dezembro do Uruguai. Nesse cenário de férias, volta à rotina e organização do novo ano, tive uma ideia: um desafio.
                                                                                             Fonte: Google

Vou mostrar para vocês como é possível escrever um artigo com toda seriedade e critérios acadêmicos do zero até sua revisão final em 10 dias. Você pode acompanhar esse desafio no stories do Instagram @suavidaacademica. 

Vou começar na manhã do dia 15/01/2018. Mas se você não puder assistir, sem problemas, ele fica no ar por 24 horas. Eu não irei marcar um horário certo porque meu filho também está de férias e vou escrever quando der.

Nessa série, você vai ver como me organizo para traçar um plano de escrita, selecionar os referenciais, estabelecer um cronograma e escrever, claro.

Então, o Desafio do Artigo acontecerá de 15 a 25/01, lá no Instagram. Se você quiser me acompanhar e escrever seu artigo também, será muito legal se usar #desafiodoartigo ou #suavidaacademica

 Te espero por lá.

Com amor,
Ju.

sábado, 30 de dezembro de 2017

Adeus Ano Velho. Feliz Ano Novo!

2017 não foi um ano fácil, mas o blog só tem o que comemorar!

Foram mais de 61.000 visualizações dos eventos da Oficina de Escrita Acadêmica.
6 turmas presenciais no Rio de Janeiro e em Nova Iguaçu.
1 turma online.
10 lives no Instagram, com mais de 600 visualizações.
18.000 leitores no Blog dos quatro cantos do mundo.
7 grupos ativos no Whatsapp, com 130 pessoas.

Incalculáveis porções de AMOR, APOIO e CARINHO.

Que venha 2018 com amor e harmonia.


Gratidão.
Juliana Prata.

domingo, 19 de novembro de 2017

Como manter o foco

Foco é uma palavra muito usada hoje em dia.
Muitas pessoas me perguntam diariamente como podem aumentar seu foco para os estudos e escritas importantes como de monografias, dissertações e teses.
Bem, fórmula pronta não existe. Mas vou compartilhar com vocês um Mapa Mental sobre o assunto.

Arte: Mr. Dhon (meu querido cunhado)

Gostou? Deixe nos comentários sua pergunta, contribuição ou sugestão de temas para o blog.

Ah, e no próximo sábado, 25/11, tem oficina de Escrita Acadêmica das 10 às 14h na Praça Ana Amélia, 9/ 9º andar (Referência Rua Santa Luzia e Santa Casa). Essa oficina é a última do ano. Depois apenas em maio de 2018.
Mais informações pelo whastapp (21) 986563125- Juliana

Gratidão por tudo.
Com amor,
Ju